Cristiano Gualberto é condenado a 19 anos e 9 meses de prisão por matar ex-companheira a facadas em Raul Soares

O representante comercial Cristiano Gualberto da Silva, acusado de matar a ex-companheira, em Raul Sores, em 2017, foi condenado a dezenove anos e três meses de prisão. Larissa Caetano da Silva, que na época tinha 21 anos, foi assassinada com mais de 15 facadas. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Larissa possuía medidas…